Blog da Dusol

09
set

A energia solar no Brasil não para de crescer. Conforme recentemente divulgado pelo portal Valor Econômico, os investimentos nesse tipo de energia já somam R$ 15 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Nesse caso, no post de hoje, vamos falar sobre os maiores projetos envolvendo energia solar no Brasil — mais precisamente sobre as maiores usinas solares (também conhecidos como parques solares).
Ainda de acordo com a Absolar, atualmente, existem 73 usinas solares operando no país, somando, juntas, mais de 2 milhões de GW (gigawatts) de potência.

Portanto, vamos ao ranking dos três maiores projetos de usina solar no Brasil até o momento:

1. Usina solar Pirapora

(Foto: Carl de Souza / AFP)

A usina solar Pirapora é considerada a maior usina de energia solar no Brasil e em toda América Latina.  Construída em Pirapora, município de Minas Gerais, a usina funciona desde 2017 e é de propriedade da empresa francesa EDF Energies Nouvelles (EDF EN), em sociedade com a empresa Omega Geração (no início, a sociedade era com a fabricante de painéis solares Canadian Solar, que, em 2018, vendeu sua participação para a Omega Geração).

E a usina é, realmente, grande: ocupa o equivalente a 1.500 campos de futebol, sendo formada por um conjunto de 11 usinas, resultando em um verdadeiro complexo solar com capacidade total de geração de 400 MW (megawatts). Com essa quantia, é possível gerar energia solar a 420 mil casas populares.

A usina solar Pirapora foi construída em uma área próxima ao rio São Francisco, a um custo que girou em torno de R$ 2 bilhões. Durante a primeira fase de implantação, o projeto empregou mais de 300 trabalhadores da região.

2. Parque solar Nova Olinda

(Foto: Reprodução / Piauí Hoje)

A segunda maior usina de energia solar no Brasil está localizada no município de Ribeira do Piauí, a 380 km de Teresina (PI).

Pertencente à empresa italiana Enel S.p.A, através da subsidiária Enel Green Power Brasil Participações, o Parque Solar Nova Olinda foi construído em apenas 14 meses, e concluído em 2018, ao custo de R$ 1 bilhão.

Foram instaladas 930 mil placas fotovoltaicas em uma área de 690 hectares, o equivalente a 700 campos de futebol. A usina tem capacidade instalada de 290 MW, e de gerar aproximadamente 600 GWh (gigawatts-hora) por ano, o suficiente para abastecer 300 mil casas e evitar a emissão de cerca de 350 mil toneladas de CO2 na atmosfera.

3. A usina solar Ituverava é a terceira maior usina de energia solar no Brasil

(Foto: Reprodução / Sol-lar)

O Nordeste também integra o ranking de energia solar no Brasil. A usina solar Ituverava foi inaugurada em 2017, no pequeno município de Tabocas do Brejo Velho, extremo oeste baiano, que conta com 13 mil habitantes.

Também chamado de parque solar Ituverava, o empreendimento é de propriedade do grupo energético italiano Enel, e conta com 254 MW de capacidade instalada, e de produção anual de 550 GWh — o suficiente para abastecer 268 mil casas.

Com um investimento de US$ 400 milhões, foram implantados 850 mil painéis solares em uma área de 579 hectares, o equivalente a cerca de 700 campos de futebol. Segundo estimativas, essa usina de energia solar no Brasil tem a capacidade de evitar 318 mil toneladas de CO2 na atmosfera.

Curiosidades

  • A primeira usina de energia solar no Brasil foi construída em 2011, no município de Tauá, no sertão do Ceará. A usina solar de Tauá tem uma capacidade de geração de 1 MWp (megawatt-pico), que é suficiente para abastecer 650 casas populares.
  • A maior usina de energia solar do mundo ficará concluída em 2019, mas já foi inaugurada: trata-se do parque solar de Benban, no Egito. O parque é composto por 27 usinas de energia solar, que têm uma capacidade total de 1,2 GW, número que será elevado para 2 GW quando o parque estiver totalmente pronto, num total de 32 usinas. O local será responsável por reduzir até 2 milhões de toneladas de CO2 por ano, e gerar 4 mil empregos diretos.

Bom, diante de tantas informações sobre a expansão da energia solar no Brasil e no mundo, eis a pergunta que não quer calar: será que a energia solar vai substituir completamente a tradicional? Descubra no próximo post!

Comentários