Blog da Dusol

05
dez

Nessa época de fim de ano se aproximando, provavelmente, você já se perguntou como poderá investir o 13º salário que está prestes a receber (ou que já recebeu).

O que fazer? São tantos planos, sonhos — e contas —, que muitas vezes agimos por impulso e acabamos gastando todo o dinheiro antes mesmo de termos a quantia na conta.

Bom, para te ajudar a pensar em alguns bons caminhos, separamos neste post 4 dicas de onde e como você pode investir o 13º salário. Lembrando que investir significa aplicar uma determinada quantia para que, no futuro, você tenha um benefício – e isso é bem diferente de um simples gasto!

Então, vamos às dicas:

1. Em primeiro lugar, pague as suas dívidas

Todos os anos, centenas de repórteres Brasil afora saem às ruas com a fatídica pergunta: “O que você vai fazer com o seu 13º salário?”, e a resposta de grande parte é a mesma: “Pagar as dívidas”. Ainda bem.

Mesmo que pagar as dívidas não seja necessariamente um investimento, podemos considerar que sem elas, você consegue se planejar melhor para começar a investir e realizar sonhos e projetos de vida.

Então, antes de começar a investir, esteja com todas as suas despesas em dia. Aproveite, também, para renegociar descontos para as contas — pode até sobrar um dinheiro!

2. Construa a sua reserva de emergência

Todos nós deveríamos ter aprendido isso ainda pequenos, mas vamos encarar a realidade e começar hoje mesmo a construir um fundo de emergência, também chamado de reserva de emergência. Essa é uma ótima forma de investir o 13º salário.

Bom, na prática, a reserva de emergência é a quantia equivalente de 6 a 12 meses de despesas mensais, que você deve guardar para alguma emergência – como a perda do seu emprego, por exemplo.

Vamos supor que o seu salário líquido seja de R$ 3 mil. A sua reserva de emergência deve ter entre R$ 18 mil a R$ 36 mil, que é o suficiente para cobrir as suas despesas entre 6 a 12 meses, caso algo aconteça.

Então, use o seu 13º para ajudar a juntar logo essa quantia. Aliás, esse dinheiro pode ser aumentado gradativamente, caso você decida colocá-lo em algum investimento de baixa liquidez (que possa ser resgatado rapidamente, pois, afinal, é para emergências).

Imagine a tranquilidade a mais em sua vida sabendo que você tem uma reserva de emergência construída. Além de ser um investimento para o seu bolso, é, também, para o seu bem-estar.

3. Você pode investir o 13º salário em energia fotovoltaica e aquecimento solar

Sabe por que a energia solar é uma ótima escolha para investir o 13º salário? Porque ela pode praticamente zerar a sua conta de energia (a economia pode chegar a 95%), o que significa mais dinheiro no bolso sem abrir mão do conforto em utilizar eletrodomésticos e eletrônicos.

Afinal de contas, sabemos o quanto a energia elétrica convencional, com seus encargos e tributos, demanda boa parte dos salários. Se no inverno é o chuveiro elétrico que gasta, no verão é o ar condicionado, sem falar dos demais equipamentos que precisamos ter em casa.

Então, por que não investir na produção de energia solar, e, ainda, em um sistema de aquecimento solar, que aquece a água de chuveiros, torneiras e piscinas de forma econômica e sustentável? O retorno geralmente é pago entre 4 e 7 anos, dependendo da capacidade de produção fotovoltaica a ser instalada.

Para você entender melhor sobre esse assunto, leia esse post aqui sobre o retorno sobre investimento em energia solar.

4. Faça uma viagem dos sonhos

E por fim, como ninguém é de ferro, você pode separar parte do seu 13º salário para investir naquela viagem que está há muito tempo no mundo dos sonhos.

Nesse caso, o retorno sob o investimento não se dá em mais dinheiro (até porque viagem é uma despesa financeira), mas existem outros benefícios que certamente melhorarão a sua qualidade de vida, como desestressar, realizar um sonho, expandir o conhecimento e se permitir passar bons momentos.

E então? Quais dessas dicas você pretende colocar em prática para investir o 13º salário? Aproveitando que somos experts na dica número 3, conheça cinco fatos que vão te convencer a investir em energia solar. Até a próxima!

Comentários