9 financiamentos possíveis para investir em energia solar

Descubra quais são e qual dele pode te ajudar! Como sabemos, a forma mais econômica para utilizar a energia elétrica nas casas, nas empresas e na produção rural é através da captação da energia solar. Porém, nem sempre pessoas físicas e jurídicas dispõem de um caixa para a realização desse tipo de investimento. A boa notícia é que existem […]

Descubra quais são e qual dele pode te ajudar!

Como sabemos, a forma mais econômica para utilizar a energia elétrica nas casas, nas empresas e na produção rural é através da captação da energia solar. Porém, nem sempre pessoas físicas e jurídicas dispõem de um caixa para a realização desse tipo de investimento.

A boa notícia é que existem vários tipos de financiamento para a aquisição dessa tecnologia, tanto para residências quanto para empresas localizadas na cidade e no campo.

Isso se tornou possível por causa da Resolução nº 482/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) ‒ mais tarde aprimorada pela Resolução nº 687/2015 ‒, que regulamentou o Sistema de Compensação de Energia e permitiu que consumidores instalassem pequenos geradores provenientes de fontes incentivadas de energia em suas propriedades.

Portanto, conheça a seguir 9 tipos de financiamentos de energia solar:

1. Construcard

  • Instituição: Caixa Econômica Federal
  • Regiões cobertas pelo financiamento: todo o Brasil
  • Público-alvo: pessoas físicas e jurídicas

O Construcard é popular por oferecer uma linha de crédito para compra de material de construção em lojas credenciadas pela Caixa, mas muitos não sabem que esse financiamento também contempla a aquisição de sistemas de geração de energia solar.

Essa linha de crédito funciona em duas fases: a primeira ‒ utilização ‒ é a fase em que você recebe o cartão Construcard e faz a compra do equipamento, que pode ser feita entre dois e seis meses. Nesse período, você paga somente os juros dos valores que irá utilizar.

Na segunda fase, a de amortização, você tem até 240 meses para quitar todo o saldo devedor. No site do banco, é possível fazer uma simulação dos prazos de pagamento.

2. BB Material de construção

  • Instituição: Banco do Brasil
  • Regiões cobertas pelo financiamento: todo o Brasil
  • Público-alvo: pessoas físicas correntistas do banco

Nessa linha de crédito, o correntista pessoa física do Banco do Brasil pode financiar valores de compras de até R$ 50 mil em lojas conveniadas, e de até R$ 10 mil em não conveniadas.

A compra é feita a partir do cartão de crédito do banco e o financiamento pode ser parcelado em até 54 vezes, com o primeiro pagamento em até 180 dias. Mas para lojas não conveniadas, o prazo é menor: o pagamento pode ser dividido em até 48 vezes com carência de 59 dias para a primeira parcela, de acordo com o limite de crédito disponível.

Uma simulação pode ser feita no site do banco.

3. Linha Economia Verde

  • Instituição: Desenvolve SP
  • Regiões cobertas pelo financiamento: todo o Estado de São Paulo
  • Público-alvo: MEI, pequenas e médias empresas

A Agência de Desenvolvimento Paulista financia projetos sustentáveis de pequenos e médios empresários, bem como o de microempreendedores individuais que desejam comprar e instalar o sistema fotovoltaico para a captação de energia solar em seus negócios.

Dependendo do projeto, o valor financiado pode chegar a 100% e com taxas de juros a partir de 0,53% ao mês, de acordo com o índice do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). O prazo de carência para começar a pagar é de até 24 meses e o valor pode ser quitado em até 120 meses, a depender da quantia financiada.

Para os empresários que não possuem garantias reais suficientes para conseguir o crédito, a Desenvolve SP conta com quatro tipos de Fundos Garantidores.

4. Pronaf Eco

  • Instituição: Banco do Brasil
  • Regiões cobertas pelo financiamento: todo o Brasil
  • Público-alvo: agricultores familiares

O Pronaf Eco é uma linha de crédito do Banco do Brasil especialmente criada para os agricultores familiares utilizarem como investimentos em tecnologias ambientais e de silvicultura.

Podem solicitar o financiamento os produtores familiares que apresentam a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), com algumas exceções que estão relatadas no site do banco.

O limite para financiamento é de até R$ 165 mil, com taxa de juros de 2,5% ao ano, no caso dos projetos que contemplam a energia solar. Dependendo da quantia, os agricultores têm um prazo de 12 anos para quitá-la e a carência pode chegar a 8 anos.

5. Proger Turismo

  • Instituição: Banco do Brasil
  • Regiões cobertas pelo financiamento: todo o Brasil
  • Público-alvo: empresas do setor de turismo

Essa linha de crédito é realizada com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), do Governo Federal, e voltada para que as empresas do segmento turístico ‒ que faturam até R$ 10 milhões por ano ‒ possam financiar reformas, compra de máquinas, equipamentos e veículos.

Dependendo do projeto, pode ser financiado até 90% do custo, que é isento de cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Os projetos precisam proporcionar geração ou manutenção de emprego e renda, e o valor máximo para o financiamento é de R$ 1 milhão, podendo ser pago em até 120 meses, com carência de 30 meses.

6. FCO Empresarial

  • Instituição: Banco do Brasil
  • Regiões cobertas pelo financiamento: região Centro-Oeste
  • Público-alvo: empresas com conta corrente ativa no banco

Essa é outra modalidade de financiamento fornecida pelo Banco do Brasil, mas especificamente voltada a empresas nos setores agroindustrial, industrial, mineral, de turismo, de infraestrutura econômica e de comércio e serviços na região Centro-Oeste.

Para conseguir o crédito, a empresa é sujeita à análise cadastral, que leva em consideração documentos, performance financeira e o projeto de investimento. O financiamento pode chegar a 100%, dependendo da região e do porte do empreendimento, e pode ser pago em até 20 anos com carência de 5 anos.

7. Crédito Produtivo Energia Solar

  • Instituição: Goiás Fomento
  • Regiões cobertas pelo financiamento: Estado de Goiás
  • Público-alvo: empresas

Essa linha de financiamento é feita pela Agência de Fomento de Goiás em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), e é especificamente voltada às empresas que querem implantar a geração de energia solar.

O empresário pode financiar até R$ 50 mil a uma taxa de 0,8% ao mês, tendo um prazo de até 60 meses para pagar, com carência de até 6 meses. O Crédito Produtivo em Energia Solar contempla, ainda, ações de capacitação e oficina de elaboração de plano de negócios, além de outros valores que estejam relacionados à energia solar, como capital de giro e demais investimentos.

8. FNE Verde

  • Instituição: Banco do Nordeste
  • Regiões cobertas pelo financiamento: região Nordeste
  • Público-alvo: produtores rurais (pessoas físicas e jurídicas, exceto MEI), empresas (exceto MEI), cooperativas (inclusive de produtores rurais) e associações.

O Programa de Financiamento à Sustentabilidade Ambiental (FNE Verde) é administrado pelo Ministério da Integração Nacional (MI), pelo Banco do Nordeste e pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Os valores a serem financiados variam de R$ 360 mil até mais de R$ 90 milhões, no caso de grandes produtores e empresas. As taxas de juros e prazos de pagamento variam de acordo com o projeto.

9. Leasing Ambiental

  • Instituição: Bradesco
  • Regiões cobertas pelo financiamento: todo o Brasil
  • Público-alvo: pessoas físicas e jurídicas correntistas do banco

Nessa modalidade de crédito, o banco Bradesco compra as placas fotovoltaicas e as disponibiliza para a sua utilização por meio de contrato de arrendamento mercantil. No final do contrato, é possível renová-lo, ficar com o equipamento ou devolvê-lo.

Para o financiamento, preciso dar uma entrada mínima de 30% do valor do bem. O prazo para pagamento vai de 36 a 60 meses e a pessoa fica isenta de cobrança de IOF.

Viu como existem várias chances de você conseguir financiamentos para a instalação do sistema de captação de energia solar em sua casa, empresa ou propriedade rural? Os benefícios são imensos para a saúde do seu bolso e a do meio ambiente.

Se você se interessou por esse tema, entre em contato conosco e solicite agora mesmo um orçamento gratuito!

Carlos Bouhid
Diretor Administrativo da Dusol Engenharia Sustentável.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo