Automação digital em prol da evolução das cidades

automacao-digital-blog

O aumento da qualidade de vida nas cidades inteligentes acontece por vários fatores, sendo um deles a automação digital. Saiba mais sobre esse processo tecnológico e sua importância para o desenvolvimento urbano.

Quando falamos de Cidades Inteligentes, é bem comum pensarmos nas tecnologias futuristas retratadas em filmes de ficção científica. No entanto, a principal característica que devemos ter em mente quando pensamos sobre esse tema é a qualidade de vida que as smart cities proporcionam aos seus cidadãos. E para que isso seja possível, é necessário entender o conceito e aplicação de um dos pilares fundamentais desse tipo de projeto: a automação digital

Saiba mais: Cidades inteligentes, criativas e sustentáveis.

A partir de uma visão econômica, a aplicação das automações gira em torno do aumento da produtividade e da redução de custos para as empresas e organizações. Quando abordamos esse tema no âmbito do desenvolvimento urbano, podemos concluir que a automação proporciona menos gastos e otimiza os processos das cidades. E isso é verdade.

No entanto, voltando para o que falamos antes, o objetivo principal das Cidades Inteligentes é melhorar a qualidade de vida das pessoas. Então, quando aplicada em centros urbanos, a automação digital precisa ser benéfica também para os cidadãos.

Nas smart cities, a tecnologia deve aliviar as tensões dos serviços urbanos e otimizar os recursos disponíveis em prol do coletivo. Em vista disso, podemos pensar a automação digital no desenvolvimento urbano através de algumas abordagens. São elas:

Automação digital na mobilidade urbana

Nas Cidades Inteligentes, devemos investir em tecnologia que torne o tráfego mais inteligente. Para isso, é necessário conectar processos, obter dados e disparar informações sobre os transportes em tempo real. Tecnologias como a Internet das Coisas (IoT, em inglês), big data, machine learning, cloud computing e a tecnologia móvel são grandes aliadas na transformação da mobilidade urbana.

Com os dados coletados, o planejamento dos sistemas de transporte fica mais assertivo, pois leva em consideração parâmetros reais e em constante atualização. A automação, consequentemente, é mais eficiente também. Por isso a importância da conectividade com as pessoas e suas atividades diárias pela cidade. Os sistemas aprendem com os cidadãos e melhoram as experiências urbanas.

Equipamentos, transportes e softwares interligados a uma central de controle urbano, por exemplo, proporcionam um efetivo gerenciamento do tráfego, viabilizando maior agilidade de deslocamentos, favorecendo a racionalização de recursos e tornando o transporte mais seguro, inteligente e coordenado.

Mobilidade elétrica urbana: para onde estamos indo?

Automação digital em serviços coletivos

Nos serviços essenciais urbanos, podemos aplicar tecnologia em diversas frentes. Na coleta e seleção de resíduos, por exemplo, a automação pode atuar de forma a otimizar a coleta seletiva, diminuindo riscos de lesão para os funcionários e aumentando o potencial de reciclagem das cidades. Além disso, por meio da inteligência artificial, podemos identificar os diferentes materiais e separá-los para reciclagem.

A segurança urbana também pode se beneficiar dos sistemas de automação. Por meio de aplicativos e sensores que recebem dados das próprias pessoas, a inteligência artificial pode indicar se determinada rota é considerada segura. As informações colhidas e disponibilizadas são, geralmente, relativas à presença de movimento nas ruas, policiamento, estabelecimentos comerciais, iluminação pública ou ocorrências de assédios.

A transformação digital nas cidades também pode ser utilizada em prol da gestão eficiente de água, gás e eletricidade, com os dispositivos chamados de medidores inteligentes. Outro benefício é poder reparar e prevenir danos e erros de sistema com mais agilidade.

O conceito das smart cities tem ganhado força em vários lugares. Em breve, seus benefícios estarão presentes em nosso cotidiano e rotinas. Ainda assim, é necessário discutir e falar sobre esse tema. A Dusol já participa dessa movimentação em prol de um futuro melhor. Vamos juntos?

Fabianne Falcão
Comunicóloga e entusiasta de energias renováveis e sustentabilidade.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo