Como a redução de custos na empresa pode ajudar na recuperação de crises?

A redução de custos na empresa pode começar com a adoção de energia solar. Confira três soluções – inclusive para quem não tem dinheiro para investir.

Quem lidera um empreendimento sabe que não dá para esperar tempos de crise para promover uma redução de custos na empresa – até mesmo porque, quando os tempos difíceis chegam, essa redução prévia ajuda a aliviar a carga.

Todas as medidas preventivas, portanto, evitam que os empreendedores tomem sustos ao longo do caminho – como a recente situação do contingenciamento (bloqueio) de parte da verba das universidades públicas definido pelo governo.

Esses bloqueios vão afetar diretamente os custos básicos das instituições, como é o caso da conta de luz, por exemplo. Em matéria publicada pelo portal de notícias Gaúcha ZH, do grupo RBS, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) afirma já estar devendo R$ 1,8 milhão de conta de energia – e, com o bloqueio da verba, não há previsão de pagamento.

E já que a energia elétrica consome uma parte significativa dos custos de instituições públicas e privadas, no post de hoje vamos focar nesse item para te mostrar como a redução de custos na empresa – especificamente de energia elétrica – pode ajudar na recuperação de tempos de crise. Acompanhe.

A solução para a redução de custos na empresa passa pelo investimento em energia solar

Com a energia solar, você pode economizar até 95% em sua conta de energia elétrica, o que é uma ajuda e tanto na redução de custos na empresa.

Basicamente, existem três formas de investimento. Vejamos:

1. Financiando energia solar

Ao investir em energia solar, a redução de custos na empresa se justifica por cinco fatores:

  1. A parcela do financiamento pode ser menor do que o valor da conta de energia da empresa;
  2. O payback pode ser obtido em curto/médio prazo, entre 2 e 4 anos;
  3. A empresa fica livre da dependência dos constantes reajustes das tarifas de energia, que, ano após ano, encarecem a conta;
  4. A energia solar tem uma alta durabilidade – em média 25 anos em potência máxima, chegando a 50 anos com uma potência reduzida;
  5. Todo o excedente de energia solar produzido pelo sistema gerará créditos na concessionária, para que a empresa utilize em até 60 meses (sistema de compensação de energia).

Confira nestes posts algumas maneiras de você obter financiamento próprio para o investimento em energia solar:

9 financiamentos possíveis para investir em energia solar

2. Se unindo a outros empresários para dividirem os custos do investimento

Essa união chama-se geração compartilhada. Ela é uma ótima modalidade para a redução de custos na empresa, já que você divide os valores a serem investidos com outros empresários da região.

Nesta modalidade, devidamente aprovada pela Resolução Normativa nº 687 da ANEEL, dois ou mais consumidores (pessoas físicas ou jurídicas) podem se unir em consórcio ou cooperativa para, juntos, investir em um único sistema de energia solar que abasteça seus negócios.

Nesse caso, a energia solar deve ser instalada em um terreno diferente das sedes das empresas, e precisa estar dentro da mesma área de concessão da distribuidora de energia da região. Nesse terreno, portanto, funcionará uma usina para a microgeração (ou a minigeração) de energia solar a ser compartilhada.

Confira mais detalhes sobre a geração compartilhada para você obter redução de custos na empresa:

Geração compartilhada: se unir para gerar a própria energia

3 modalidades de geração compartilhada

3. Alugando uma usina de energia solar

Não quer financiar um sistema fotovoltaico para sua empresa e nem se reunir em cooperativa com outros empresários para esse investimento? Não tem problema.

A terceira maneira de obter redução de custos na empresa com energia solar é através da locação de uma usina.

Funciona assim: a empresa que você contrata arca com todos os custos de instalação e implantação da energia solar para a construção de uma usina – que é feita sob demanda, tanto em local próprio do empreendimento ou por geração remota.

Depois de construída, a sua empresa passa a pagar apenas pela locação dessa usina, em um período de longo prazo (10 a 20 anos), por um valor médio abaixo do da conta de energia. Essa é uma excelente maneira de usufruir de todos os benefícios de uma energia limpa e renovável, mas sem ter que realizar um investimento inicial e já podendo ter uma economia de até 30% na conta mensal.

Quer saber mais detalhes sobre o sistema de locação de usina para obter redução de custos na empresa? Então, fale com a equipe da Dusol.

Avatar

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo