Conheça o Programa Goiás Solar e saiba como participar

Financiamento mais fácil e menos burocracia são os atrativos! Com o objetivo de transformar todo o estado em referência nacional no consumo e geração de energia solar, foi lançado, em fevereiro de 2017, o Programa Goiás Solar. Essa é uma excelente notícia para pessoas físicas e jurídicas, tanto da zona urbana quanto da rural, que pretendem adotar o […]

Financiamento mais fácil e menos burocracia são os atrativos!

Com o objetivo de transformar todo o estado em referência nacional no consumo e geração de energia solar, foi lançado, em fevereiro de 2017, o Programa Goiás Solar.

Essa é uma excelente notícia para pessoas físicas e jurídicas, tanto da zona urbana quanto da rural, que pretendem adotar o sistema fotovoltaico para a produção de uma energia limpa, renovável e extremamente econômica.

O post de hoje é dedicado a esse tema. Você vai conhecer melhor o programa, ao que ele se propõe na prática e como participar. Acompanhe.

O que é o Programa Goiás Solar?

Criado pelo Governo do Estado de Goiás por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (SECIMA), o programa pretende tornar mais viável e menos burocrática a utilização da energia solar fotovoltaica para, assim, estimular o desenvolvimento de novos negócios, a geração de empregos e o incentivo à sustentabilidade.

Na prática, isso significa que a população goiana terá acesso a financiamentos e outras facilidades para a instalação de toda a estrutura fotovoltaica em suas casas, empresas, propriedades rurais e também em universidades e no setor público, tudo com menores taxas de juros e carência para pagamento. Dessa forma, os habitantes que aderirem ao programa passarão a produzir a própria eletricidade, diminuindo significativamente os custos mensais na conta de luz – em alguns casos, a economia pode chegar a 95%.

Quem também sai ganhando com o programa são as empresas que implantam o sistema de energia solar, pois por conta da facilidade de acesso a essa tecnologia, haverá mais demanda e a possibilidade de expansão dos negócios, aumentando a oferta de empregos e movimentando a economia da região.

Principais ações do programa

O Programa Goiás Solar prevê como pontos estratégicos a atenção às várias frentes relacionadas à implantação de energia solar: financiamento, tributação, desburocratização, desenvolvimento da cadeia produtiva, educação e comunicação. Eis algumas das principais ações pretendidas pelo programa:

Ampliação da Linha de Crédito Goiás Fomento

Já em vigor, o programa proporcionou a ampliação da chamada Linha de Crédito Produtivo Energia Solar, disponibilizada pela Goiás Fomento em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED).

Agora, micro e pequenas empresas terão limite máximo financiável de R$ 200 mil (antes era de R$ 50 mil) e os microempreendedores individuais (MEIs) de R$ 30 mil. O prazo de pagamento poderá ser de até 60 meses, com taxas de juros em torno de 1,53% ao mês e carência de até 60 meses para começar a pagar.

Criação da linha de crédito FCO SOL

O governo ainda não forneceu detalhes sobre essa linha de crédito, mas há a previsão de ela ser lançada ainda no primeiro semestre de 2017.

Além disso, o programa também propõe a articulação com instituições financeiras públicas e privadas, o lançamento de linhas de crédito para essa finalidade, e, também, o encaminhamento do estudo para a criação do Fundo de Incentivo à Microgeração e Minigeração Distribuidora a partir de Fontes Renováveis do Estado de Goiás (FIMER – Goiás).

Desburocratização

O Programa Goiás Solar pretende promover a simplificação do licenciamento ambiental para empreendimentos de energia solar fotovoltaica.

Falando em impostos, já foi sancionada a lei que isenta de tributação de circulação sobre mercadorias e serviços (ICMS) os equipamentos e insumos prioritários para a construção de usinas fotovoltaicas. Na prática, a Lei nº 19.618/2017 deve impulsionar o setor, já que isenta do imposto alguns componentes importantes para a instalação do sistema.

Viu como participar do Programa Goiás Solar é uma grande oportunidade de você tirar do papel os planos de produzir uma energia limpa e econômica? Ponto para você, para o país e para o meio ambiente!

Se você se interessou por esse tema e quer iniciar o planejamento da instalação da energia solar fotovoltaica em sua casa, empresa e propriedade rural, mas não sabe quanto custará o investimento, entre em contato conosco e até a próxima! 

Carlos Bouhid
Diretor Administrativo da Dusol Engenharia Sustentável.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo