Descubra os principais gastos e como economizar energia em sua empresa

Conheça os vilões que te atrapalham a economizar energia! Economia é a palavra de ordem nos últimos tempos, seja em períodos de escassez ou de abundância. Quando a questão é economizar energia em uma empresa, a responsabilidade torna-se ainda maior, pois estas lidam com diversos equipamentos e seus diferentes consumos. Mas você sabe, realmente, quais são os […]

Conheça os vilões que te atrapalham a economizar energia!

Economia é a palavra de ordem nos últimos tempos, seja em períodos de escassez ou de abundância. Quando a questão é economizar energia em uma empresa, a responsabilidade torna-se ainda maior, pois estas lidam com diversos equipamentos e seus diferentes consumos.

Mas você sabe, realmente, quais são os principais vilões que tornam difícil a tarefa de economizar energia em uma empresa? Acompanhe o post de hoje e descubra, ainda quais são as medidas mais eficazes no combate ao desperdício ‒ e às contas astronômicas.

Principais gastos de energia

Seja em pequenas, médias ou grandes empresas, a conta de energia proporciona um pequeno susto todos os meses ao financeiro, devido ao uso desses equipamentos:

Computadores de mesa (Desktops)

Você sabia que o monitor do computador de mesa é responsável por cerca de 70% do consumo de energia de toda a máquina?

De um modo geral, os desktops consomem uma média de 65 a 250 Watts por hora. Computadores mais potentes, com placas de vídeo e outros componentes são os campeões de consumo.

E não para por aí: a forma de uso também influencia. Afinal de contas, é muito comum em empresas deixarmos os computadores ligados, mesmo saindo por 2 horas para o almoço. Existem casos em que os aparelhos sequer são desligados da tomada no final do expediente, e esse é, com certeza, um dos fatores que torna difícil economizar energia em uma empresa.

Iluminação artificial

Quando se fala em economizar energia em uma empresa, uma das primeiras coisas que pensamos é em relação à iluminação artificial.

E está certo: na rotina de trabalho, nos preocupamos com tantas tarefas e afazeres que podemos, facilmente, nos esquecer de fazer o uso consciente das lâmpadas. Existem ainda os locais sem a entrada de luz, que acabam forçando a utilização delas mesmo durante o dia.

Apesar de as lâmpadas incandescentes terem deixado o mercado nacional (as que ainda permanecem, de 25 W a 40 W, têm um prazo para deixar de existir até junho de 2017) e as fluorescentes já tenham conquistado seu espaço entre os brasileiros, ainda assim existe alternativa para a redução ainda maior do consumo ‒ o que veremos mais adiante.

Ar-condicionado

Vilão de consumo quando o assunto é economizar energia em empresas, o ar-condicionado é o nosso “malvado favorito”. Por mais que sejam lançados aparelhos modernos no mercado, que prometem a redução do consumo de energia, ainda assim parece que a conta no final do mês não diminui.

Para você ter uma ideia, um aparelho de 12 mil BTU´s, que permaneça ligado por 8 horas diárias, consome em torno de 11,2 kWh todos os dias ‒ o que significa uma média de R$ 249,76 a mais na conta de energia todos os meses.

Novamente, voltamos ao fator “uso humano”: um aparelho que consome tanta energia elétrica precisa ser utilizado com sabedoria, principalmente em empresas. Mas vamos falar sobre o que fazer mais adiante.

TV LCD, LED e Plasma

Os televisores modernos também representam um considerável consumo, e por isso são outros vilões na tentativa de economizar energia elétrica em uma empresa.

Tanto as TVs de LCD (que utilizam pequenas luzes fluorescentes para a projeção da imagem) quanto as de LED (que utilizam diodos que emitem luz própria) consomem quase a mesma quantidade de energia: o primeiro tipo gasta aproximadamente 156 Watts por hora (em aparelhos de 42 polegadas) contra 127 Watts por hora nos modelos de LED.

Já os televisores de plasma, por conter células gasosas que necessitam de aquecimento para a produção da luz, consomem ainda mais: 270 Watts por hora em um aparelho de 42 polegadas.

Sendo assim, como economizar energia em uma empresa?

Se não dá para eliminarmos os aparelhos da rotina do estabelecimento, pelo menos existem medidas a serem adotadas para que os gastos sejam reduzidos. Portanto, há solução:

Desligue computadores e televisores da tomada após o uso

Saiu para almoçar? Desligue o computador da tomada. Sempre que permanecer por mais de 2 horas sem utilização, desligue-o. Para pausas curtas, programe a máquina para permanecer em modo de espera.

A dica também vale para impressoras, caixas de som e estabilizadores. Retire da tomada os que são pouco utilizados e que usam o modo de espera ‒ o famoso stand-by. Todos os equipamentos ligados em stand-by podem representar até 12% do consumo de energia.

Quanto aos televisores, não os deixe ligados sem necessidade, apenas para “preencherem o silêncio”. No caso de empresas que possuem sala de espera, eles podem ser ligados apenas quando tiver cliente no local. Outra dica é utilizar a função de timer.

Troque as lâmpadas fluorescentes pelas de LED

Apesar de serem mais caras que as fluorescentes, as lâmpadas de LED apresentam um excelente custo-benefício por emitirem mais luz com menos consumo, tendo maior durabilidade ‒ em média 40 mil horas.

Além disso, são mais resistentes, não emitem grande quantidade de calor ‒ economizando, dessa forma, o ar-condicionado ‒, não provocam danos à pele, pois não emitem raios infravermelhos e ultravioletas e são fáceis de ser reaproveitados após o descarte.

Dê uma atenção especial ao ar-condicionado

Para economizar energia em uma empresa com ar-condicionado, uma boa dica é utilizá-lo na função timer. Programe intervalos de tempo para que ele permaneça desligado e seja religado.

Também vede as portas e janelas para evitar que o ar externo entre e force o aparelho. E não se esqueça de manter os filtros sempre limpos ‒ não economize na manutenção.

Caso os aparelhos da empresa sejam de modelos antigos, é recomendável a substituição pelos mais modernos, com o selo Procel, que indica o nível de eficiência energética.

Mude a forma de captação de energia: aproveite a luz do Sol

Essa medida é a que seguramente a que mais vai ajudar a economizar energia em uma empresa, pois traz uma série de benefícios que, inclusive, aumentam o valor de mercado do empreendimento.

energia solar fotovoltaica é um sistema simples que capta a energia do Sol através de módulos solares e a converte em eletricidade ‒ que pode ser usada imediatamente ou armazenada em baterias.

As vantagens são inúmeras e podemos destacar:

  • Grande redução no valor da conta de energia, pois a eletricidade proveniente da concessionária é menos utilizada;
  • Energia limpa e renovável, pois como é proveniente do Sol, não emite CO2;
  • Monitoramento diário da produção de energia;
  • Baixa manutenção;
  • Eficiência mínima de 80% nos próximos 25 anos;
  • Aumento do valor de mercado da empresa;
  • Aumento de produtividade e possibilidade de novos investimentos.

Conscientize os colaboradores da empresa

Não adianta tomar todas as medidas se não houver uma conscientização geral por parte dos colaboradores. O departamento financeiro precisa, antes de tudo, fazer o levantamento do que precisa ser feito e estipular metas de redução da conta de energia.

Uma dica é a adoção de políticas de uso dos aparelhos em geral e, como incentivo, pode-se oferecer um bônus no final do ano pelo cumprimento da meta de redução ‒ como uma confraternização, por exemplo.

Viu como as soluções são simples para economizar energia em uma empresa? Algumas necessitam de certo investimento, mas a recompensa será muito maior. Uma empresa consciente e sustentável é segura financeiramente e moderna.

Se você quer receber mais conteúdos como esse, assine agora a nossa newsletter. 

Carlos Bouhid
Diretor Administrativo da Dusol Engenharia Sustentável.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo