Energia solar e o acordo de Paris

Saiba o porquê da energia solar ser o caminho para atingirmos as metas! A energia solar é, sem dúvida, uma das ótimas saídas para que o acordo de Paris seja cumprido. Iniciado em 2015 durante a 21ª Conferência das Partes (COP 21) na capital francesa, o acordo visa a fortalecer a resposta mundial à ameaça […]

Saiba o porquê da energia solar ser o caminho para atingirmos as metas!

A energia solar é, sem dúvida, uma das ótimas saídas para que o acordo de Paris seja cumprido. Iniciado em 2015 durante a 21ª Conferência das Partes (COP 21) na capital francesa, o acordo visa a fortalecer a resposta mundial à ameaça das mudanças climáticas.

O compromisso firmado entre os países participantes foi no sentido de manter o aumento da temperatura média global em menos de 2ºC acima dos níveis pré-industriais e, ainda, do esforço para limitar o aumento da temperatura a 1,5ºC acima dos níveis pré-industriais – e isso pode ser feito, sobretudo, com a diminuição do lançamento de gases que causam o efeito estufa na atmosfera.

No post de hoje, portanto, vamos falar sobre as metas brasileiras para esse acordo e o porquê a energia solar é fundamental para o cumprimento delas.

As metas definidas pelo Brasil

Os governos envolvidos no Acordo de Paris tiveram a missão de construir seus próprios compromissos. Após a aprovação pelo Congresso Nacional em 2016, o Brasil concluiu o seu processo de ratificação e entregou o seu compromisso oficial às Nações Unidas.

As principais metas definidas pelo acordo brasileiro são as seguintes:

  • Reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% abaixo dos níveis de 2005, em 2025.
  • Reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 47% abaixo dos níveis de 2005, em 2030.
  • Reflorestar e restaurar 12 milhões de hectares de florestas.
  • Alcançar uma participação estimada de 45% de energias renováveis na composição da matriz energética em 2030, incluindo o aumento da participação da energia solar, eólica e da biomassa.
  • Revisão do acordo em 5 anos.

Uma solução viável para o país: energia solar

O próprio governo brasileiro já dá sinais de reconhecimento com relação à importância da energia solar como matriz energética renovável.

Essa constatação foi feita em setembro de 2017, por participantes da audiência pública na Comissão Senado do Futuro (CSF), conforme divulgado recentemente pelo próprio Senado.

De acordo com Everton Lucero, secretário de Mudança do Clima e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, o desafio do clima impõe a necessidade de o país repensar seu desenvolvimento:

“Qual o modelo de desenvolvimento que queremos para o país nos próximos anos? Energia solar tem importante papel para implementarmos o Acordo de Paris e adotarmos um modelo de desenvolvimento de baixo carbono”, disse durante a reunião.

Dessa forma, investir em energias renováveis, como a energia solar, é mais que fundamental para que o país alcance a meta de redução da emissão de gases de efeito estufa. Segundo divulgação do Senado, a energia solar representa, atualmente, apenas 0,02% do total produzido no país.

A boa notícia é que, enquanto o governo ainda estuda a implantação da energia solar no país, brasileiros de todos os Estados já vêm fazendo a sua parte – aproveitando a redução dos custos e a oferta de financiamentos – e estão produzindo a sua própria energia elétrica por meio do sistema fotovoltaico em suas casas, empresas e, também, na produção rural.

Afinal, as vantagens da energia elétrica são grandes, e podemos citar, dentre elas:

  • É uma energia limpa e que não emite gás carbônico na atmosfera;
  • A economia é imediata na conta de luz, chegando a praticamente zerar em alguns casos;
  • O imóvel é valorizado;
  • A produção de energia pode ser facilmente monitorada;
  • A eficiência é garantida de no mínimo 80% nos próximos 25 anos;
  • A manutenção é baixa e fácil de ser realizada.

Se você ficou interessando em saber como a energia solar pode beneficiar o seu imóvel, entre em contato conosco e até a próxima.

Carlos Bouhid
Diretor Administrativo da Dusol Engenharia Sustentável.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo