ESG: Qual o significado para o seu negócio?

ESG: Qual o significado para o seu negócio?

Utilizada no ramo dos negócios para definir as melhores práticas empresariais, a sigla ESG vem do inglês Enviromental, Social and Governance, traduzida como Ambiental, Social e Governança (ASG). Veja qual o significado para o seu negócio e como essa sigla ajuda no desenvolvimento sustentável da sua empresa.

Utilizada no ramo dos negócios para definir as melhores práticas empresariais, a sigla ESG vem do inglês Enviromental, Social and Governance, traduzida como Ambiental, Social e Governança (ASG). Essa sigla é reconhecida por estudiosos do mercado global como um conjunto de estratégias que podem alavancar uma empresa no mercado.

O conceito de ESG vai ao encontro dos ideais de desenvolvimento sustentável do planeta, alinhando as políticas ambientais da empresa, ao seu apelo social e a sua governança. Isso tem se mostrado cada vez mais nos últimos anos, visto a busca cada vez mais minuciosa de gestores, consumidores e investidores por ações e empresas que conversem com a causa.

Mas o que isso tem a ver com o seu negócio? Neste texto, falaremos sobre como as estratégias de ESG podem te ajudar no desenvolvimento sustentável da sua empresa, gerando lucros e reconhecimento, tanto do público, como da sua equipe.

O que é o ESG?

Primeiramente, vamos desmembrar a sigla, trazendo o significado completo de cada uma de suas três letras, e como essas podem se encaixar na sua realidade. 

Fator ambiental (E): os fatores ambientais da sua empresa dizem sobre as ações e políticas tomadas para a preservação do meio ambiente. Os exemplos são:

  • O uso racional dos recursos naturais;
  • O cuidado com a emissão de gases de efeito estufa (CO2 e metano);
  • A gestão de resíduos e poluentes;
  • A eficiência energética.

Fator social (S): os fatores sociais dizem sobre as políticas e ações voltadas para o corpo de funcionários e a comunidade na qual a empresa está inserida. Os exemplos são:

  • O respeito e a inclusão da diversidade na equipe;
  • O engajamento dos funcionários;
  • As políticas de direitos humanos da empresa para segurança da privacidade e proteção de dados;
  • As ações de retorno e assistência para a comunidade, seja ela interna (clientes e funcionários) ou externa (população de modo geral).

Fator de governança (G): os fatores de governança dizem sobre a estrutura do topo da empresa. Os exemplos são:

  • A diversidade na composição dos conselhos administrativo, auditor e fiscal;
  • Políticas de ética e transparência;
  • Estrutura de remuneração da alta administração;

Como surgiu o ESG?

A sigla surgiu pela primeira vez no relatório “Who Cares Wins” (tradução para “Ganha quem se importa”) de 2005, gerado por uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) com instituições financeiras de vários países, incluindo o Brasil.

O relatório concluiu que a incorporação desses fatores como prioritários no mercado financeiro gerava melhores resultados para a sociedade, incentivando um mercado cada vez mais sustentável. 

Qual o significado para o seu negócio?

Aderir ao conceito de ESG na sua empresa é como conquistar um selo de qualidade, mostrando ao público como a empresa se porta com relação à sociedade e ao planeta. Isso traz mais segurança para o consumidor, que cada vez mais tem consumido marcas que conversem com os seus ideais, e também para os investidores que passam a ver mais credibilidade na empresa.

Ou seja, ao demonstrar interesse pelas práticas de ESG, você está colocando o seu negócio em um patamar acima em relação às demais empresas na visão dos consumidores. E assim, com a maior visibilidade, sua empresa passa a gerar mais lucro e retorno de investimentos.

5 passos para tornar o seu negócio sustentável

A nossa visão

Esse texto faz parte da nossa visão de mundo como empresa, atuando cada vez mais para evoluirmos enquanto equipe, cidadãos e sociedade. Se você gostou do conteúdo, venha bater um papo com a gente. 

Ah, e se você tiver gostado da leitura, veja também o nosso post sobre como os projetos renováveis custam menos que o combustível fóssil mais barato.

Até a próxima.

Redator publicitário na Dusol Engenharia. Formado em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário IESB. Escritor, leitor voraz, espiritualista e nerd viciado em X-Men. Acredita no poder da diversidade no desenvolvimento de um mundo melhor.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo