5 lições que só os produtores rurais podem ensinar sobre energia solar

Quem já se beneficia do sistema está com a palavra! Por todo o mundo, diversos produtores rurais estão se beneficiando com a implementação da energia solar fotovoltaica em suas propriedades. Repetindo o sucesso em países desenvolvidos, onde a fonte solar é largamente empregada, propriedades do Brasil têm diminuído seus custos e aumentado seus rendimentos com este investimento. A produção […]

Quem já se beneficia do sistema está com a palavra!

Por todo o mundo, diversos produtores rurais estão se beneficiando com a implementação da energia solar fotovoltaica em suas propriedades. Repetindo o sucesso em países desenvolvidos, onde a fonte solar é largamente empregada, propriedades do Brasil têm diminuído seus custos e aumentado seus rendimentos com este investimento.

A produção de eletricidade por fonte solar é possível pelo efeito fotovoltaico. Nos painéis, as células formam duas camadas que geram corrente elétrica ao contato da radiação solar. O processo pode parecer bastante técnico e de difícil compreensão, por isso, esclarecimentos são fundamentais para demonstrar o quanto o investimento vale a pena, é viável e rentável.

Confira, no post de hoje, dicas que somente os produtores rurais, que já adotaram a energia solar, podem dar sobre a produção de eletricidade em propriedades rurais.

1. A energia solar traz economia ao longo do tempo

Um dos grandes mitos sobre energia solar é que ela é cara. Ela já foi, mas, no entanto, nos últimos anos, seus custos vêm baixando e ela já se tornou uma tecnologia acessível. A vantagem desta fonte reside não no valor pago para sua instalação, mas, sim, na economia de energia ao longo do tempo. Mensalmente, esse valor pode chegar a zerar a conta de luz, sendo cobrada apenas a taxa mínima pelas concessionárias. Saiba mais sobre cobrança da energia solar fotovoltaica em propriedades rurais neste post da Dusol Energia.

Além disso, produzir a própria energia é fundamental para as propriedades rurais, principalmente se considerarmos a atual crise energética que estamos atravessando no mundo inteiro, e que já fez com o preço das contas de luz subissem em torno de 30% no Brasil.

Desta maneira, ao optar pela energia solar fotovoltaica, você pode ter seu sistema pago entre três e sete anos, dependendo das características do seu terreno e sua região. Isso quer dizer que, no restante de vida útil dos painéis, que é de 25 anos, seu sistema estará gerando apenas economia.

2. É um investimento que também valoriza a sua produção rural

A energia solar, além de ser geradora de economia, também é uma fonte limpa e renovável – e essa característica carrega uma marca socioambiental para sua produção.

Os consumidores, cada vez mais conscientes do impacto das atividades humanas sobre a natureza, vêm optando por produtos sustentáveis, portanto, ao adotar a energia solar, você ainda conta com essa vantagem.

Os ganhos com a valorização da sua marca podem até parecer abstratos, mas são conceitos modernos que empresas de diversos setores têm apostado.

Para comprovar a eficiência energética de propriedades que adotam a energia solar em suas atividades foi criado o Selo Solar. A iniciativa é uma forma de reconhecer os produtores de eletricidade em residências e instituições públicas ou privadas que utilizam a fonte fotovoltaica, demonstrando que o empreendimento aposta no baixo impacto ambiental e na redução de emissões de gases de efeito estufa, além de identificar uma propriedade moderna alinhada com os desafios do futuro.

3. Você não vai perder espaço de produção para instalar painéis

Você não precisará diminuir sua zona de cultivo para produzir eletricidade. Os painéis podem ser instalados nos telhados da sua casa e até dos galpões – claro, até é possível fazer essa instalação no solo, mas, muitas vezes, não é necessário.

Uma empresa especializada pode fornecer um projeto de geração de eletricidade fotovoltaica, calculando os ângulos de inclinação das placas a fim de maximizar a sua produção no menor espaço possível.

4. A energia produzida a mais nunca é perdida e pode diminuir a conta de luz de outro imóvel

A energia gerada pelo sistema implementado gera crédito e abate o valor da energia consumida pelos produtores rurais. Se a sua propriedade produzir mais energia do que foi gasto, esse crédito é guardado para contas futuras ou poderá abater o valor de uma conta de luz de outro imóvel de mesma titularidade, ou seja, registrado com o mesmo CPF, por exemplo, na zona urbana.

Recentemente, foi aprovada uma resolução que permite a transferência desses créditos também à imóveis de titularidades diferentes, desde que comprovado o vínculo entre os consumidores.

5. Propriedades da zona rural possuem financiamentos próprios

Além dos financiamentos direcionados à pessoa física para a obtenção dos painéis fotovoltaicos, os produtores rurais contam com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. Ele é destinado a produtores familiares e o financiamento tem um limite de até R$ 165 mil, a serem pagos no prazo de 12 anos, gerando um retorno sobre o investimento de até 13 anos.

Bancos Nacionais como o BNDES, e até os regionais como o BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul), também oferecem formas facilitadas de financiamento para produtores rurais. O Banco do Brasil, por exemplo, lançou, recentemente o programa FCO Empresarial, para fomentar a adoção de energia solar.  Além disso, diversos órgãos de extensão rural dão apoio ao produtor que deseja implementar sistemas solares, por isso, entre em contato com o da sua região.

Uma dica valiosa é buscar prestadores de serviço que tenham proximidade com projetos de energia solar fotovoltaica em zonas rurais e conversar sobre possíveis questionamentos!

A Dusol Engenharia está aberta para tirar suas dúvidas! Entre em contato com a nossa equipe e faça um orçamento! Se você ficou com alguma dúvida sobre as vantagens da energia solar para produtores rurais, escreva pra gente pelos comentários e até a próxima!

Carlos Bouhid
Diretor Administrativo da Dusol Engenharia Sustentável.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo