Blog da Dusol

20
nov

Quando afirmamos que o Brasil tem avançado no setor de energia fotovoltaica, não é brincadeira. Em breve, teremos o segundo maior parque solar do mundo instalado no país.

Mesmo estando na fase inicial de projeto, vale a pena entender mais detalhes sobre como ele funcionará.

O segundo maior parque solar do mundo será em Sergipe

Aquele promete ser um dos maiores parques solares do mundo – o segundo, mais especificamente – será construído no município de Canindé de São Francisco, no extremo noroeste do estado de Sergipe, a 213 km da capital Aracaju.

Projeto proposto pela Enesf (Energias do São Francisco), que é uma associação formada por empresas e investidores do estado, o parque solar, também chamado de Usina Fotovoltaica Canindé de São Francisco (UFV São Francisco), realmente será grandioso: terá uma capacidade total de 1.200 MW (megawatts), o que o tornará o maior do Brasil. O investimento foi previsto em cerca de R$ 5 bilhões.

Como resultado, assim que ficar totalmente pronto, o parque solar do Sergipe será o segundo maior do mundo, perdendo apenas para o Golmud Desert Solar Park, que fica na província chinesa de Qinghai. O parque solar chinês foi inaugurado em 2011 e conta com 55 centrais solares, com uma capacidade total de 1.800 MW.

O andamento do projeto

Até o momento, o projeto do parque solar de Sergipe já foi aprovado e será construído em uma área de mais de 2,4 mil hectares.

No local, cuja licença ambiental prévia já foi liberada, foi instalado a estação de medição solarimétrica (conjunto de instrumentos que medem vários aspectos, incluindo os níveis de radiação solar), além da produção de certificação e o projeto básico de engenharia.

O término de construção do parque solar será feito em duas etapas. A primeira fase terá uma capacidade de geração de 600 MW, alocada no leilão de energia nova A-6 do Governo Federal, que será realizado em 17 de outubro de 2019. A expectativa é que o início do fornecimento de energia ocorra em 2025.

Em seguida, será iniciada a etapa de expansão e conclusão do parque solar, com a construção dos demais 600 MW.

O ranking brasileiro de energia solar no mundo

Em 2018, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Brasil ficou o 11º lugar no ranking dos países que mais investiram em energia solar no mundo. Alcançamos o marco histórico de 1,2 GW (gigawatts) de potência instalada, acumulando a quantia de 2,4 GW. A China, que ocupa o primeiro lugar no ranking, apresenta 45 GW de potência acumulada.

A energia solar no Brasil também já é a 7ª maior fonte na matriz energética, ultrapassando a energia nuclear. Estima-se que, em breve, o sistema fotovoltaico também ultrapasse o carvão mineral.

Dá uma olhada nos números divulgados pela Absolar:

E então? Gostou de saber que em matéria de parque solar – e de energia solar como um todo – estamos crescendo e nos tornando autoridades no assunto?

Para complementar, conheça agora os 3 maiores projetos de energia solar que já estão funcionando no Brasil.

Comentários