O segundo maior parque solar do mundo será brasileiro

Conheça os detalhes da construção do segundo maior parque solar do mundo aqui no Brasil. Depois de pronto, ele ficará atrás apenas de um parque solar chinês.

Quando afirmamos que o Brasil tem avançado no setor de energia fotovoltaica, não é brincadeira. Em breve, teremos o segundo maior parque solar do mundo instalado no país.

Mesmo estando na fase inicial de projeto, vale a pena entender mais detalhes sobre como ele funcionará.

O segundo maior parque solar do mundo será em Sergipe

Aquele promete ser um dos maiores parques solares do mundo – o segundo, mais especificamente – será construído no município de Canindé de São Francisco, no extremo noroeste do estado de Sergipe, a 213 km da capital Aracaju.

Projeto proposto pela Enesf (Energias do São Francisco), que é uma associação formada por empresas e investidores do estado, o parque solar, também chamado de Usina Fotovoltaica Canindé de São Francisco (UFV São Francisco), realmente será grandioso: terá uma capacidade total de 1.200 MW (megawatts), o que o tornará o maior do Brasil. O investimento foi previsto em cerca de R$ 5 bilhões.

Como resultado, assim que ficar totalmente pronto, o parque solar do Sergipe será o segundo maior do mundo, perdendo apenas para o Golmud Desert Solar Park, que fica na província chinesa de Qinghai. O parque solar chinês foi inaugurado em 2011 e conta com 55 centrais solares, com uma capacidade total de 1.800 MW.

O andamento do projeto

Até o momento, o projeto do parque solar de Sergipe já foi aprovado e será construído em uma área de mais de 2,4 mil hectares.

No local, cuja licença ambiental prévia já foi liberada, foi instalado a estação de medição solarimétrica (conjunto de instrumentos que medem vários aspectos, incluindo os níveis de radiação solar), além da produção de certificação e o projeto básico de engenharia.

O término de construção do parque solar será feito em duas etapas. A primeira fase terá uma capacidade de geração de 600 MW, alocada no leilão de energia nova A-6 do Governo Federal, que será realizado em 17 de outubro de 2019. A expectativa é que o início do fornecimento de energia ocorra em 2025.

Em seguida, será iniciada a etapa de expansão e conclusão do parque solar, com a construção dos demais 600 MW.

O ranking brasileiro de energia solar no mundo

Em 2018, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Brasil ficou o 11º lugar no ranking dos países que mais investiram em energia solar no mundo. Alcançamos o marco histórico de 1,2 GW (gigawatts) de potência instalada, acumulando a quantia de 2,4 GW. A China, que ocupa o primeiro lugar no ranking, apresenta 45 GW de potência acumulada.

A energia solar no Brasil também já é a 7ª maior fonte na matriz energética, ultrapassando a energia nuclear. Estima-se que, em breve, o sistema fotovoltaico também ultrapasse o carvão mineral.

Dá uma olhada nos números divulgados pela Absolar:

E então? Gostou de saber que em matéria de parque solar – e de energia solar como um todo – estamos crescendo e nos tornando autoridades no assunto?

Para complementar, conheça agora os 3 maiores projetos de energia solar que já estão funcionando no Brasil.

Avatar

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo