Blog da Dusol

10
out

Já parou para pensar na economia com lâmpadas de LED em sua casa? Muito se fala que elas são as melhores opções em termos de iluminação de ambientes, mas pouco se encontra dados concretos sobre essa economia em valores.

Por isso, no post de hoje, trouxemos exemplos reais para você conseguir fazer os cálculos do quanto pode economizar em sua casa ao substituir as lâmpadas fluorescentes pelas de LED — que fazem parte das boas práticas de economia e sustentabilidade.

O que é LED?

Do inglês Light Emitter Diode, ou Diodo Emissor de Luz, podemos classificar o LED como um dispositivo eletrônico que é capaz de emitir uma luz visível e transformá-la em eletricidade (eletroluminescência).

Essa tecnologia foi criada há muito tempo, na década de 1920, na Rússia, mas foi a partir dos anos 1960 que os LEDs de luz vermelha e verde se popularizaram por integrarem pequenos dispositivos, como placas de circuitos e calculadoras.

Foi apenas após a descoberta do LED de cor azul, na década de 1990, que foi possível unir as três cores e, assim, formar a lâmpada de luz branca – mais eficiente e sustentável.

As vantagens das lâmpadas de LED

  • A economia com lâmpadas de LED é impressionante, pois elas economizam até 80% de energia elétrica em comparação com as demais.
  • Possuem vida útil longa, com cerca de 50 mil horas e, por isso, requerem manutenção mínima.
  • São resistentes a vibrações e impactos, por não possuírem filamentos ou vidros, por exemplo.
  • Pode-se obter um espectro variado de cores, além de um ajuste ideal da temperatura desejada.
  • Elas ligam instantaneamente, mesmo em temperaturas baixas.
  • São ecologicamente corretas, pois não utilizam mercúrio ou qualquer outro elemento que prejudique o meio ambiente.
  • As lâmpadas de LED não emitem radiação ultravioleta e nem infravermelho.

A economia com lâmpadas de LED na prática

Bom, vimos até aqui que a economia com lâmpadas de LED é grande porque elas iluminam mais e consomem menos. Com apenas 6 a 8 watts de potência, por exemplo, elas produzem a mesma luminosidade que uma incandescente de 100 watts — que, aliás, já saiu do mercado.

Mas, em termos numéricos, estamos falando de uma economia de quantos reais na conta de luz?

Vamos dar dois exemplos de cálculos — o primeiro com base na vida útil das lâmpadas e o segundo para você calcular a economia em sua conta de luz mensal.

Cálculo de economia baseado na vida útil da lâmpada de LED x lâmpada fluorescente compacta

Produto 1: Lâmpada fluorescente compacta

  • Consumo: 15W
  • Custo médio de cada lâmpada: R$ 11,90
  • Durabilidade média: 8 mil horas
  • Luminosidade: cerca de 60w de uma lâmpada incandescente

Produto 2: Lâmpada de LED

  • Consumo: 11W
  • Custo médio de cada lâmpada: R$ 25,50
  • Durabilidade média: 20 mil horas
  • Luminosidade: cerca de 75w de uma lâmpada incandescente

Como esse cálculo é baseado na economia com lâmpadas de LED em relação à vida útil delas, chegamos à conclusão que: levando em consideração que a lâmpada LED tenha uma durabilidade média de 20 mil horas, você precisaria de 3 fluorescentes para conseguir a mesma vida útil, pois:

  • 1 lâmpada de LED: 20 mil horas (R$ 25,50)
  • 3 lâmpadas fluorescentes: 24 mil horas (R$ 11,90 x 3 = R$ 35,70)

Se, por exemplo, você tiver 10 pontos de luz em sua casa, levando em consideração esse cálculo de durabilidade dos dois produtos, a sua economia pode chegar a R$ 102,00 na substituição das lâmpadas fluorescentes pelas de LED, pois:

  • 10 lâmpadas fluorescentes: R$ 35,70 x 10 = R$ 357,00
  • 10 lâmpadas de LED: R$ 25,50 x 10 = R$ 255,00
  • R$ 357,00 – R$ 255,00 = R$ 102,00.

Cálculo de economia baseado na economia com lâmpadas de LED na conta mensal de luz

Existe uma equação que ajuda a saber o quanto você pode economizar em sua conta de energia:

Potência (W) x tempo de utilização diária (horas) x quantos dias no mês x preço da energia (quilowatts/hora) x quantidade de lâmpadas. Depois de multiplicar tudo, pegue o resultado e divida por 1.000. O resultado final é a média do gasto com iluminação no período que você informou nos cálculos.

Calma, não é difícil fazer essa conta. Vamos lá:

Supondo que a sua casa tenha 10 lâmpadas que ficam ligadas 12 horas por dia durante 30 dias e, nesse período, a tarifa de energia está cotada em R$ 0,56 o kWh – vamos utilizar como base os mesmos dois tipos de lâmpadas do cálculo anterior (fluorescente: 15W e LED: 11W).

  • Lâmpada fluorescente: 15 (Watt) x 12 (horas) x 30 (dias) x 0,56 (kWh) x 10 (lâmpadas em casa) = 30.240 / 1.000 = R$ 30,24 o seu gasto na conta referente às lâmpadas fluorescentes.
  • Lâmpada de LED: 11 (Watt) x 12 (horas) x 30 (dias) x 0,56 (kWh) x 10 (lâmpadas em casa) = 22.176 / 1.000 = R$ 22,17 o seu gasto na conta referente às lâmpadas de LED.

No exemplo acima, você pagaria R$ 8,07 a mais em sua conta se utilizasse as lâmpadas fluorescentes — lembrando que elas têm uma vida útil muito inferior se comparada com as de LED.

A economia com lâmpadas de LED é uma realidade que ajuda o seu bolso e o meio ambiente. Faça as contas!

Para complementar esse post, separamos 5 soluções sustentáveis para você economizar ainda mais em sua casa. Até a próxima!

Comentários