Armazenamento de energia e as redes elétricas eficientes

As redes elétricas são complexos que demandam equilíbrio para funcionarem com eficiência. E um dos principais caminhos para alcançar essa estabilidade tão necessária é o armazenamento de energia.

O armazenamento de energia é um conceito do nosso cotidiano. Afinal, usamos baterias e pilhas comuns o tempo todo em dispositivos elétricos ao nosso redor. Se é tão rotineiro, por que esse é um dos gargalos da distribuição de energia elétrica?

Bom, se a bateria do seu celular acabar, você pode carregá-la na tomada de casa. Simples né? Mas e quando não estamos conectados às redes de distribuição elétrica? Nesses casos, é fundamental armazenar o máximo possível de energia. 

Parece fácil, mas não é. Para conversarmos sobre essa questão, vamos pontuar por que precisamos desses sistemas e quais seus benefícios. Mas antes, é importante comentar sobre os reservatórios das usinas hidrelétricas. No caso do nosso setor elétrico, eles servem para armazenar energia.

Os reservatórios hidrelétricos 

A maior parte da energia produzida nas hidrelétricas vem da energia potencial da água represada, cuja queda aciona a turbina e gerador do complexo. Por isso, a altura, o volume, a vazão e a segurança dos reservatórios são cálculos essenciais para a viabilidade econômica dessa categoria.

Ainda que sejam eficientes, encontramos muitos riscos associados aos reservatórios das hidrelétricas, já que elas dependem das condições climáticas da região. Assim sendo, existem chances de que o índice pluviométrico não seja suficiente para manter o nível da água. Por isso, os reservatórios devem ser construídos em locais estratégicos.

Outra desvantagem desse sistema é a necessidade de grandes áreas para alagamento. Represar ou não a vazão de um curso d’água é uma decisão com muitas variáveis. Uma delas é a dimensão ambiental da construção e seus possíveis impactos na natureza e povos que ali vivem. 

Armazenamento e a relação entre oferta e demanda de energia elétrica

A rede elétrica é um sistema complexo. Nela, a oferta de energia deve suprir a demanda em todos os momentos. Logo, são constantes os ajustes no fornecimento para adequá-lo às mudanças previsíveis e não previsíveis que acontecem.

Por exemplo, os picos de demanda energética no final de semana é algo previsível, né? Uma tempestade que provoca falhas nos equipamentos, por outro lado, é uma mudança imprevisível que precisa ser resolvida instantaneamente.

O armazenamento de energia, portanto, desempenha um papel fundamental neste equilíbrio. É ele que mantém todo o sistema ativo enquanto algo está sendo ajustado. Quando seu funcionamento é eficiente, toda a rede elétrica passa a ser mais flexível e confiável. 

redes-eletricas-eficientes

Outros benefícios do armazenamento de energia

Esses sistemas também são muito importantes para a geração de energia limpa – como a eólica e solar. Como algumas tecnologias de fontes renováveis são intermitentes, o armazenamento vem para possibilitar que a energia seja despachada – ou seja, injetada na rede – nos momentos de maior demanda. Isso fornece ao operador maior controle dessas fontes, além de facilitar a transição energética.

Leia mais: Segurança energética como pré-requisito para a transição energética

A resposta rápida que os sistemas de armazenamento possuem, é também um grande benefício do seu uso. A maior parte dessas tecnologias começam a descarregar energia para a rede com muita facilidade. Essa característica é importante para garantir a estabilidade quando ocorrem aumentos inesperados na demanda.

Além disso, vale à pena também falarmos sobre os lugares que estão longe do fornecimento geral de energia. As fazendas e chácaras, por exemplo, são mais vulneráveis do que as grandes áreas metropolitanas. Por estarem distante da rede elétrica da cidade, muitas vezes dependem de sistemas próprios de geração e armazenamento.

fazendas-armazenamento-de-energia-em-fazendas

Hoje, a eletricidade é fundamental para diversas atividades diárias, sendo o tipo de energia mais utilizado por nós. Com o passar dos anos, os métodos de armazenamento energético se aprimoraram a fim de facilitar as nossas rotinas. 

Contudo, para armazenar uma grande quantidade de energia – capaz de abastecer uma cidade inteira – ainda precisamos de tecnologias acessíveis e eficientes. A conversa sobre os gargalos da geração intermitente vai rolar no nosso webinar de setembro. Fique ligado e faça sua inscrição!

Fabianne Falcão
Comunicóloga e entusiasta de energias renováveis e sustentabilidade.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo