Vale a pena investir em energia solar?

Os números não mentem, veja as vantagens desse investimento! A resposta a essa pergunta é simples: sim, vale a pena investir em energia solar – e no post de hoje, vamos mostrar alguns números que comprovam essa afirmação em termos de custo, economia, retorno do valor investido e durabilidade de sistema. Acompanhe. Custos ao investir […]

Os números não mentem, veja as vantagens desse investimento!

A resposta a essa pergunta é simples: sim, vale a pena investir em energia solar – e no post de hoje, vamos mostrar alguns números que comprovam essa afirmação em termos de custo, economia, retorno do valor investido e durabilidade de sistema. Acompanhe.

Custos ao investir em energia solar

Essa é uma das principais dúvidas sobre investir em energia solar: afinal de contas, quanto custa a instalação do sistema?

Bom, o fato é que não dá para definir um valor exato, pois isso vai depender de uma série de fatores, tais como:

  • O tamanho do imóvel;
  • A quantidade de pessoas que usufruirá da energia solar no imóvel;
  • A média de itens eletroeletrônicos que consumirão a energia no imóvel;
  • A complexidade da instalação;
  • O índice de radiação solar da região.

Somente após esse levantamento prévio é que a empresa fica apta a calcular a quantidade de placas fotovoltaicas que serão instaladas e, consequentemente, o custo total.

Mas para você ter uma ideia, se compararmos os custos totais de uma obra, por exemplo, a instalação da energia solar pode representar entre 5% e 20% desse valor, o que, a depender das variáveis acima, pode chegar a um valor mínimo de R$ 10 mil.

Outra boa notícia é que existem, atualmente, tipos de financiamento específicos para a instalação da energia solar a juros e condições de pagamento bem atraentes.

Para você entender melhor sobre esse assunto, temos um post especial que explica mais detalhadamente sobre esse percentual de custo ao investir em energia solar.

Redução na conta de energia

O percentual exato na redução na conta de energia também depende de uma série de fatores. Há casos em que a economia é de 50%, mas, dependendo da capacidade de produção do sistema, ela pode chegar a 95% – praticamente zerando a conta.

E quanto ao excedente produzido, ele se transforma em créditos em quilowatt-hora para ser utilizado em até 60 meses, conforme a Resolução Normativa 687/2015 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Estimativa de retorno do valor investido

Atualmente, um sistema solar para uso residencial se paga entre 4 e 7 anos. Isso significa que, se considerarmos a duração do sistema de, no mínimo, 25 anos, teremos entre 18 e 21 anos de pura economia!

Isso também significa que o sistema fotovoltaico de energia solar é mais rentável do que certos investimentos conservadores, como a caderneta de poupança, trazendo um retorno bem maior ao investidor.

Duração do sistema

Se os equipamentos forem de qualidades e bem cuidados, o sistema fotovoltaico pode durar 25 anos ou até mais; em alguns casos, chega a 50 anos. Após esse período, o sistema continua funcionando, mas reduzindo a eficiência com o tempo. Em geral, perde-se 20% de eficiência em 25 anos.

Já os inversores (equipamentos que fazem a conversão da corrente contínua em corrente alternada para ser utilizada no imóvel) têm uma vida estimada entre 12 e 15 anos, necessitando de troca na metade do tempo de duração de um sistema.

Se você tem dúvidas sobre a manutenção, saiba que ela é muito simples e você mesmo pode fazê-la. Basta limpar os painéis solares quando necessário com água e um pano, geralmente uma vez ao ano, ou sempre que a placa ficar muito suja por conta de longos períodos sem chuva.

Esses são alguns números que comprovam que vale muito a pena investir em energia solar. Portanto, considere agora mesmo implantá-la em seu imóvel e comece a sentir a diferença em suas finanças!

Para você tirar todas as suas dúvidas e saber como a energia solar fotovoltaica pode beneficiar o seu imóvel residencial, comercial ou propriedade rural, entre em contato conosco e solicite um orçamento gratuitamente! Até a próxima.

Carlos Bouhid
Diretor Administrativo da Dusol Engenharia Sustentável.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Voltar ao topo